A 10ª Mostra Cultural da Cooperifa começa neste sábado, 21, e vai até o dia 29 deste mês com uma programação que se dividirá entre pontos da zona sul de São Paulo, como Sesc Campo Limpo, Fábrica de Cultura do Jardim São Luis, Casa de Cultura M’Boi Mirim e Bar do Zé Batidão. Dentre as atividades agendadas, estão conversas com escritores como Paulo Lins e Marcelino Freire, shows, saraus e um “encontro poético” entre o também escritor Xico Sá, o ator Wagner Moura e o poeta Sergio Vaz, que conversarão sobre democracia e cultura.

FERRÉZ: A CRUELDADE DAS PESSOAS JÁ SUPEROU A FICÇÃO

Um dos idealizadores tanto da mostra em si quanto da Cooperifa, movimento que nasceu como um grupo de atividades poéticas há 16 anos e hoje integra várias atividades artísticas, Vaz encara o evento como um momento de resistência à perseguição que a arte vem sofrendo, com ataques a museus e centros culturais.

“A Cooperifa vai resistir à perseguição à arte como sempre resistiu: lutando. A arte que fazemos é perseguida desde sempre, através do poder, do poder econômico, não só daquilo que podemos expressar. Foi uma luta fazer esta mostra cultural por causa da censura do poder econômico, que é a nossa maior censura, além do preconceito. Vamos continuar como sempre, lutando, porque a nossa arte briga por cidadania, por direitos humanos”, disse Vaz ao blog.

Veja aqui a programação completa do evento.

Gostou? Você pode me acompanhar também pelo Twitter e pelo Facebook.

Powered by WPeMatico