PT faz estudos sobre eleitor de Bolsonaro; deputado se tornou ‘ideia poderosa’, dizem aliados de Lula

A consolidação de Jair Bolsonaro na segunda colocação das pesquisas sobre a disputa de 2018 fez com que o PT encomendasse uma série de levantamentos para decifrar o potencial daquele que, ao menos por enquanto, desponta como o principal rival de Lula. Os petistas admitem que “a ideia que ele representa” tornou-se poderosa com a agudização da crise: uma pauta moral, com apelo entre evangélicos e cuja bandeira do combate à violência a qualquer custo é o abre-alas.

Cerco O mapeamento encomendado pelo PT inclui pesquisas qualitativas, quantitativas e análises de redes sociais. Os dados mostraram Bolsonaro com força no Rio e em Estados com tradição no agronegócio. Seu eleitor é engajado e está alheio a qualquer estrutura partidária.

Radicais livres Bolsonaro conta com uma rede de divulgadores que se dispõe a tirar dinheiro do próprio bolso para organizar atos e fazer propaganda das plataformas dele. O estudo indica que a base do deputado tem capilaridade em diversos setores vinculados à segurança.

X da questão Para se contrapor a Bolsonaro, a direção petista está à procura de um projeto para a redução da violência que tenha efetividade, mas não esbarre no autoritarismo.

painel folha